De olho na temporada de pesque e solte que começa na próxima segunda-feira, 1º de março, a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (FundturMS) apresentou na semana passada ao empresariado, por reunião online, a nova campanha “Temporada de Pesca 2021”.

A nova campanha de promoção da pesca no MS, que lançada nesta segunda-feira, é composta por vídeos de incentivo à atividade, landing page com informações sobre a pesca, e-book, vídeo treinamento sobre o pesque e solte para agentes de viagem e diversos materiais para redes sociais.

Gerente de Mercado da FundturMS, Karla Cavalcanti explica como será a campanha. “O público de pesca tem uma dinâmica diferenciada do público de ecoturismo, a linguagem é diferente e os canais são específicos do segmento, o que demanda uma comunicação que atenda essas necessidades. O Mato Grosso do Sul já é destaque no segmento, mas ainda tem muito espaço para crescer. As peças criadas permitem compartilhamento por diversos canais e que o trade também possa utilizá-las. Pretendemos uma promoção durante toda a temporada, além de combinação com outras ações fazendo uma cobertura completa dos canais de promoção do setor, como merece este segmento que é um dos principais produtos turísticos sul-mato-grossenses.

Joice Santana, empresária do turismo de pesca de Corumbá há mais de 20 anos, se emocionou com a campanha ‘Temporada de Pesca 2021’, que ela chama de reconhecimento do trabalho. “É emocionante para o empresário do turismo e pesca ser reconhecido, nosso turismo ser contemplado com uma campanha nesse nível de requinte e capricho, com um projeto desse tamanho falando que tem turismo de pesca no MS. Estamos sendo redescobertos. Passamos muito tempo isolados, sem ser vistos ou contemplados em qualquer tipo de campanha. Então obrigada pelo reconhecimento de que o MS tem a melhor estrutura de pesca, tem empresário com responsabilidade, com o olhar para a natureza. Tenho certeza que esse Pantanal vai ser mais grandioso ainda”.

De acordo com o posicionamento do Estado a campanha enfatiza o pesque e solte, que tem contribuído não só com os grandes empresários, mas também para outras pessoas que apostam na mudança de comportamento. É o caso da professora e gestora ambiental Jaqueline Aparecida dos Santos, moradora do Distrito Águas do Miranda. Ela fala que a prática do pesque e solte não ocasionou a perda de turistas na região e sim proporcionou a criação de novos produtos. “Junto com a Colônia de Pescadores, criamos a pescaria das mulheres aqui no Distrito. A ideia surgiu justamente para fomentar cada vez mais mulheres na atividade e, com isso, transformar o ambiente para que toda a família usufrua. No início, com o Decreto de regularização da pesca, a comunidade ficou assustada e com medo da renda ser afetada de forma negativa, mas depois entendemos que foi uma oportunidade de crescimento, de atendermos o turista de pesca de forma mais profissional e de criarmos novos produtos”.

Ela conta como a regularização da atividade no Estado trouxe benefícios. “Os peixes voltaram ao nosso rio e isso tem atraído cada vez mais turistas. Agora o setor pesqueiro tem usando a campanha ‘Pesque e Solte e Volte Sempre’ em suas divulgações. Claro que precisamos de mais qualificação, pois queremos ter o olhar voltado para a conscientização e preservação ambiental. Foi aqui que eu cresci, foi aqui que meus pais me sustentaram e que muitos de nós tiramos tudo que temos na nossa vida. Esse rio é nossa maior riqueza, por isso vamos cuidar dele cada vez mais. E para isso precisamos de suporte, capacitação e ações como essa para que façamos o turismo de pesca da maneira certa”, enfatiza.

O diretor-presidente da FundturMS, Bruno Wendling, se diz feliz pela campanha valorizar a pesca esportiva. “É um grande segmento, com um potencial cada vez maior. Temos uma oferta muito qualificada e estruturada, principalmente em Miranda, Aquidauana, Corumbá, Porto Murtinho e Três Lagoas, que se esforçam e se organizam tanto para alavancar a atividade. Então não tinha porque a Fundtur também não se esforçar e colocar o segmento como um dos principais do Estado, ao lado do ecoturismo. Esperamos que esta seja uma bela temporada, que possamos recuperar parte dos prejuízos que os empresários tiveram em 2020 por conta da pandemia” enfatiza.

Wendling enaltece a proatividade dos empresários do setor pesqueiro. “Parabéns aos empresários por terem feito o dever de casa, implementando os protocolos de biossegurança com responsabilidade. Esperamos que a nova campanha faça jus à dedicação de todos, que possa ajudar pelo menos um pouco nessa retomada do setor e que Mato Grosso do Sul se desponte como um dos principais destinos de pesca da América do Sul”, finaliza.